Gatabaia

"Se procurarmos a verdadeira fonte da dança e nos virarmos para a Natureza verificamos que a dança do futuro é a dança do passado, a dança da eternidade, que sempre foi e será a mesma." Isadora Duncan (1878-1927)

27 agosto 2008

Pénsar


Na espera de uma fila. Num autocarro. Numa sala de espera. Na praia. Onde haja mais de uma mão cheia de gente. Os pés. Onde nos levam. De onde nos trazem. A forma deles, o que os vestem, como pisam, como poisam. Despertos ágeis arrastados todos cobertos quase nus. Cuidados ou inteligentemente descuidados. Há pés que não sabem onde se meter ou que espezinham as calças e as calçadas. Há pés que carregam pessoas como se de penas se tratassem ou que as arrastam em toneladas de carnes e ossos nervosos com a vida. Adivinham-se bailarinos e desportistas, convencidos e tristes, felizes e frustrados, canhotos e aéreos, preocupados e realizados. Pés!

Pontas de Mantenhas

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home