Gatabaia

"Se procurarmos a verdadeira fonte da dança e nos virarmos para a Natureza verificamos que a dança do futuro é a dança do passado, a dança da eternidade, que sempre foi e será a mesma." Isadora Duncan (1878-1927)

25 fevereiro 2008

Pés dados

Fui céptica, num ir com todos e pensar como todos: seria, talvez, a última oportunidade de o ver. Pessoalmente não gosto do Pavilhão para este género de espectáculos, o som perde-se e massifica-se. Não deixou de ser divinal. Fiz déja vu aos momentos de embirração com as preferências musicais dos meus pais, ao espectáculo que vi, dele, com os meus pais, ao sentimental romantismo adolescente de bilhetinhos versitos e coraçõezitos a satitar e, ainda ao tempo em que aprendi a apreciar os atributos musicais e poéticos de Charles Aznavour. Fiz a catarse de muitos dos anos que tenho. Foi divinal ouvi-lo. Foi divinal radiografar-me. Foi divinal a pontita de saudosismo que me trouxe até casa.
Mantenhas

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home