Gatabaia

"Se procurarmos a verdadeira fonte da dança e nos virarmos para a Natureza verificamos que a dança do futuro é a dança do passado, a dança da eternidade, que sempre foi e será a mesma." Isadora Duncan (1878-1927)

12 fevereiro 2007

Semi-constância



Ganhou o Sim.
E ‘prontus’!
Não sei se foi o último episódio, duvido.
Por mais 10 anos falaremos.
E estamos a semana do Carnaval.
Mascarar-me-ei de Totem.
E à volta ancestrais fagulhas da fogueira da Esperança.
A iluminar o caminho ao homem livre. Do Homem livre.

‘Um dia um aprendiz de filósofo chegou junto do seu velho mestre e perguntou-lhe:
-Mestre, podeis explicar-me o que é a Utopia?
O velho sorriu e apontando para o caminho em sua frente, disse:
-Estás a ver a linha do horizonte? Caminhemos até ela!
Durante dias e noites, caminharam Mestre e aprendiz, lado a lado, tão entretidos e concentrados que, quem olhasse, não saberia quem ensinava ou quem aprendia. Durante dias e noites, trocaram saberes e ideias, partilharam o que cada um sabia sobre o mundo dos homens e dos deuses, até que o aprendiz, já impaciente e um pouco cansado, disse:
Mestre caminhámos durante dias e parece que a linha do horizonte está cada vez mais distante?!
-Sim é verdade – disse o velho – tal como a utopia te parece, que quanto mais caminhas para ela, mais longe está!’.
Há que retomar o caminho à busca do horizonte!
Livres mantenhas

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home