Gatabaia

"Se procurarmos a verdadeira fonte da dança e nos virarmos para a Natureza verificamos que a dança do futuro é a dança do passado, a dança da eternidade, que sempre foi e será a mesma." Isadora Duncan (1878-1927)

05 janeiro 2007

Este Oiro

Ganda estoiro. Mais um e eu perco-lhes o conto, propositadamente, numa insistência que, pelo contrário, não me deixa esquecer.
Entro em Dó a cantar aumentos nas sílabas que vou ter que gastar à força de ter de poupar impropérios a muita gente.

Enrrolo-me em ditos antigos e sentires vaticinados há muito. Voto-me. Balanço-me. Ganda nóia. Não sou de me balançar, fico tonta ... mais, nem de me prevêr, então com o nevoeiro que se tem feito sentir, não dá. Sim que diria o meu eu-adulto ao meu eu-criança?O único, afinal, que sabe viver em sonho e poesia?Não me aprisionem os gestos que a criança em mim ainda não desertou!

Mantenha pértod' recordai

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home