Gatabaia

"Se procurarmos a verdadeira fonte da dança e nos virarmos para a Natureza verificamos que a dança do futuro é a dança do passado, a dança da eternidade, que sempre foi e será a mesma." Isadora Duncan (1878-1927)

19 junho 2007

Tons de Botões

Butão. Nem sei bem para que serve um botão. Mas que desde sempre os fizeram: de raízes de ossos de madeira até aos nossos dias, fizeram. Portanto é porque são necessários. Mas também é verdade que na minha caixa de costura há assim um compartimento com montanhas deles abandonados e fechados. De todos os feitios e cores com 2 a 4 buracos por onde as linhas deveriam passar a fim de se lhes dar a devida e real utilidade prendendo-os a um qualquer pano ou tecido, atribuir-lhes assim uma casa por onde entrassem e assegurassem que as ‘vergonhas e intimidades’ ficariam longe dos olhares estranhos.

Mas o tecido humano tem também assim os seus butãos da vergonha acantonados e concentrados escondidamente longe do mundo, supõem. E fico eu com muita vergonha. Sem saber o que ando aqui a fazer no meio de tanto de tudo mau. E logo a seguir mal refeita dum Butão vem outro botton dizer-me que sofro de ansiedade de stattus. Ora porra! Que até não tá mal … eu ando é à procura dele nos locais errados. Mas eu ando em que mundo? Que preocupação acrescida … claro que tive pesadelos e afoguei-me num mar de botões assim com água a entrar por buracos com cara de botton escantado. Que canseira !!! Tá visto que acordei com vontade de dormirscansar.

Tons de mantenhas

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home